(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Índice de Massa Corporal (IMC) x Mortalidade

sta casa

Atualizações em geriatria

Dr. Marcelo Valente
Médico primeiro assistente do setor de Geriatria da Santa Casa de São Paulo

 
Tema: Índice de Massa Corporal (IMC) x Mortalidade
Estudo: BMI and all-cause mortality in older adults: a meta-analysis
Fonte: Am J Clin Nutr 2014 Apr;99(4):875-90.
Objetivo: Determinar a associação entre IMC e risco de mortalidade por todas as causas em idosos > 65 anos.
Desenho do estudo: Metanálise de 32 estudos publicados entre 1990 e 2013
Resultados: Os 32 estudos incluíram 197.940 idosos com média de 12 anos de seguimento. Utilizando-se a faixa de IMC (kg/m2) entre 23,0 a 23,9 como referência, houve um aumento de 12% no risco de morte para idosos com IMC na faixa entre 21,0 a 21,9 e aumento de 19% no risco de morte para idosos com IMC na faixa entre 20,0 a 20,9. Nas faixas mais elevadas de IMC, o risco de mortalidade começou a se elevar para idosos com IMC > 33 kg/m2. Houve aumento de 8% no risco de morte para idosos com IMC na faixa entre 33,0 a 33,9. A tabela abaixo mostra o risco de mortalidade para cada faixa de IMC analisada. Houve associação com maior risco de mortalidade em IMC < 23,0 e > 33,0 quando comparado à referência (23,0 a 23,9).

Screen Shot 2015-06-19 at 14.37.35Modificado de Winter JE et al. Am J Clin Nutr, 2014

Discussão: O estudo encontrou de 4 a 10% menos risco de mortalidade para aqueles que se encontravam na faixa de IMC de sobrepeso (25,0 a 29,9) segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Esses achados se repetiram em outras revisões sistemáticas recentes. É importante comentar que o estudo não avaliou outros parâmetros nutricionais importantes para a saúde do idoso, como mudança de peso e da composição corporal. Além disso, foram incluídos na análise apenas idosos da comunidade. A associação entre mortalidade por todas as causas e IMC para idosos > 65 anos pode ser verificada no gráfico abaixo pelo padrão de curva em U, com o ponto mais baixo da curva entre 24,0 e 30,9.

Screen Shot 2015-06-19 at 14.38.15Modificado de Winter JE et al. Am J Clin Nutr, 2014

Conclusão: Para pacientes idosos, estar na faixa de IMC com classificação sobrepeso pela OMS não foi associado a aumento do risco de mortalidade. A faixa de IMC associada a menor risco de mortalidade foi entre 27 a 27,9.
Comentários: Como demonstrado no estudo, mesmo sendo um parâmetro de avaliação nutricional simples o IMC pode ser associado a aumento do risco de mortalidade em idosos. É importante ressaltar que a faixa de IMC adequada para a população idosa deve ser diferente da população jovem. A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) recomenda a seguinte classificação para a população idosa: IMC <23 baixo peso; IMC entre 23 e 28 eutrófico; IMC entre 28 e 30 sobrepeso e IMC > 30 obesidade.