(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Como evitar que uma pessoa com Alzheimer se perca na rua

Oleg ElkovUm dos medos de quem cuida de uma pessoa com Alzheimer é que ela saia andando sem supervisão e se perca. Por mais que o cuidador esteja sempre de olho, um ligeiro descuido e isso pode, sim, acontecer. Por esse motivo, há pequenas atitudes que podem prevenir que isso ocorra ou, caso não seja evitável, que as consequências sejam menores. Confira algumas dicas:
Antes que aconteça o primeiro episódio
– Certifique-se de que a pessoa com Alzheimer esteja sempre carregando algum tipo de identificação – no bolso, em uma corrente, chaveiro etc. Essa identificação com nome, telefone e uma breve observação sobre a doença pode ajudar caso ela se perca e não consiga se comunicar ou lembrar de onde veio. Caso um desconhecido tente ajudar, poderá se comunicar com a família ou pelo menos informar o nome à polícia.
– Informe os vizinhos de que a pessoa corre risco caso esteja sozinha na rua e peça que eles avisem imediatamente se a virem na rua desacompanhada. Em caso de edifício, deixe porteiros e zeladoria avisados de que ela não está autorizada a sair sozinha.
– Mantenha fotografia e vídeos recentes da pessoa, caso seja preciso mostrar a vizinhos e à polícia, caso ela se perca.

Para evitar que a pessoa com Alzheimer saia de casa
– Mantenha as portas trancadas e a chave fora da fechadura.
– Desvie a atenção dela para longe das portas, colocando pôsteres de paisagens nelas ou cortinas na frente.
– Instale dispositivos de segurança nas janelas para limitar a extensão da abertura

O que fazer em caso de desaparecimento
– Se a pessoa com Alzheimer sair sem consentimento da família ou cuidador e desaparecer, a primeira coisa a se fazer é um Boletim de Ocorrência, na delegacia ou pela internet.
– Depois de feito o BO, preencha também o formulário disponibilizado pela 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Pessoas Desaparecidas, que divulga, na internet, a foto da pessoa desaparecida. Clique aqui para preencher e enviar a foto.
– Divulgue a foto nas redes sociais – a medida costuma ajudar o trabalho da polícia.
– Ao ser encontrada a pessoa, registre um “boletim de encontro” também pela internet ou na delegacia mais próxima de sua casa para suspender as buscas. Retire também as fotos divulgadas nas redes sociais.