(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)

O que é

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma doença que danifica parte da sua retina, a camada de células, nervos e vasos sanguíneos por trás de seus olhos, que envia as imagens para o seu cérebro para que você possa ver. No centro de cada retina há uma pequena área chamada mácula. Enquanto o resto da retina fornece a visão lateral (periférica), a mácula é responsável pela visão central e também permite que você veja mais detalhes. Você usa a mácula quando lê, ao reconhecer um rosto ou assistir à televisão ou a um filme. A DMRI danifica a sua mácula. A DMRI é a principal causa da perda permanente da visão central em pessoas com 65 anos ou mais nos países desenvolvidos. Tal como o nome sugere, aumenta com a idade. Cerca de 2% das pessoas na faixa dos 50 anos têm DMRI, em comparação com 30% dos mais de 75 anos. A DMRI geralmente não afeta a sua visão periférica. Existem dois tipos de DMRI, a seca e a úmida. DMRI seca A degeneração macular relacionada com a idade (DMRI) seca é a mais comum e ocorre em de 80% a 90% dos casos. Depósitos amarelos e gordurosos chamados drusas desenvolvem-se sob a retina, a mácula e se torna mais fina e começa a perder a função. Como resultado, alguém com DMRI seca pode ver um ponto escuro borrado ou um ponto branco no meio de seu campo visual. A perda de visão devido à DMRI seca é lenta e gradual, e não é tão grave como a DMRI úmida. A DMRI seca pode progredir para a DMRI úmida – que pode causar danos e perda de visão rápida e mais extensa. Nos dois casos, é importante ter o acompanhamento de um oftalmologista. De acordo com a Academia Americana de Oftalmologia, as pessoas com DMRI seca devem monitorar sua visão central diariamente, usando uma grade de linhas horizontais e veirticais (parecido com papel quadriculado), chamada “tela de Amsler.” Se alguma parte da grade aparece ondulada, embaçada ou escura – ou se sua visão fica distorcida de repente -, você deve falar com seu oftalmologista imediatamente. Essas mudanças podem ser um sinal de que você desenvolveu uma DMRI úmida. DMRI úmida Degeneração macular relacionada à idade do tipo úmida (DMRI úmida) responde por até 20% de todos os casos de DMRI. Neste caso, duas mudanças ocorrem; drusas (depósitos de gordura amarela) acumulam-se e vasos sanguíneos anormais começam a crescer sob a retina. O acúmulo de drusas sozinho não causa perda de visão, mas o vazamento dos vasos sanguíneos que o acompanha provoca danos. A DMRI úmida pode causar perda de visão rápida e grave e cegueira da visão central. Diagnóstico e tratamento precoce são de extrema importância e essencial para o tratamento de DMRI.

Causas e Sintomas

Os fatores de risco que aumentam suas chances de desenvolver degeneração macular relacionada à idade (DMRI), além do envelhecimento, incluem:

  • Fumar
  • Hereditariedade
  • Pele clara.

 

Outros fatores que aumentam o risco de desenvolver DMRI incluem:

  • Pressão sanguínea elevada
  • Níveis de colesterol anormais
  • Obesidade
  • Exposição excessiva ao sol.

 

Os sintomas da DMRI seca incluem:

  • Visão de leitura ou à distância, ou ambos, embaçada
  • Necessidade de luz cada vez mais brilhante para ver as coisas que estão perto, como um livro que você está segurando
  • Notar que as cores aparecem com menos brilho do que costumavam
  • Dificuldade de enxergar ao ir de uma área bem iluminada para uma área de mais escura, como quando se está do lado de fora, em uma tarde ensolarada, e se entra em uma sala mal iluminada
  • Ver manchas brancas ou borradas no centro do campo de visão
  • Ter dificuldade em reconhecer os rostos das pessoas.

 

Os sintomas da DMRI úmida incluem:

  • Visão distorcida (ver, por exemplo, linhas retas que aparecem dobradas ou irregulares)
  • Ver manchas escuras ou brancas em seu campo de visão
  • Perda da visão central
  • Objetos que parecem maiores ou menores quando vistos com um ou outro olho
  • As cores não são tão brilhantes como costumavam ser, ou não têm a mesma aparência quando vistos separadamente com cada olho.

Como diagnosticar

Exames oftalmológicos regulares Como você não percebe que tem a doença macular relacionada à idade (DMRI) até que você desenvolva mudanças perceptíveis na sua visão, é preciso fazer exames de vista regularmente. Consultando um especialista Um especialista (oftalmologista ou optometrista) vai usar um dispositivo chamado oftalmoscópio para examinar a sua retina e mácula. Ele pode pedir-lhe para usar a tela de Amsler e dizer se as linhas da grade estão dobradas ou “onduladas” ou distorcidas de alguma outra maneira. Se o especialista suspeita que você tem DMRI úmida, ele vai usar um equipamento especial para analisar o seu olho à procura de vasos sanguíneos anormais. Primeiro, ele vai injetar um corante especial numa veia do braço. Quando o corante chega à retina, irá destacar se há vasos anormais, que podem indicar que você tem DMRI. Enquanto os pesquisadores estão investigando uma série de novos tratamentos promissores para DMRI úmida, cerca de três quartos dos casos não podem ser tratadas, pelo menos por enquanto. Isso não significa que a pessoa ficará cega, pois ainda terá a visão periférica. E existem técnicas para aproveitar ao máximo esta visão e permanecer independente.

Como tratar

Degeneração macular (DMRI) seca É importante lembrar que as pessoas com DMRI seca e aquelas com grandes depósitos de drusas correm um maior risco de desenvolver DMRI úmida. Se você tem DMRI seca e depósitos significativos de drusas, a pesquisa sugere que altas doses de certas multivitaminas, incluindo betacaroteno, podem diminuir o risco de desenvolver a DMRI úmida. Pergunte ao médico se essa opção é adequada para você. Fumantes e pessoas com alto risco de desenvolver osteoporose não devem tomá-los, porque altas doses de betacaroteno têm sido associados ao aumento do risco de câncer de pulmão e osteoporose. Algumas pesquisas sugerem que o consumo de peixe “gordo”, como salmão e atum, ou a ingestão de óleo de peixe também pode ajudar. Degeneração macular (DMRI) úmida Existem diferentes abordagens para tratar a DMRI úmida. Um tratamento comum é o que utiliza medicamentos chamados inibidores de fator de crescimento endotelial vasculares (VEGF). Eles ajudam a retardar a propagação de vasos sanguíneos anormais que vazam, e reduzem bem o risco de perda de visão. Essas medicações são injetadas no olho ou olhos afetados. Tratamentos repetidos são geralmente necessários. Outros tratamentos incluem a terapia com laser térmico e terapia fotodinâmica. A terapia com laser remove os vasos sanguíneos anormais. A terapia fotodinâmica utiliza um fármaco ativado pela luz e um laser de baixa potência para atingir os vasos sanguíneos com vazamentos.