(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Um guia para abordar Alzheimer e demência com seus pacientes

A Gerontological Society of America (GSA) lançou um conjunto de ferramentas de acesso gratuito e aberto no site da entidade para ajudar os profissionais da saúde a detectar precocemente problemas cognitivos em idosos.
Essas ferramentas são baseadas no modelo KAER (acrônimo derivado de um processo em quatro etapas), desenvolvido em 2015 pela própria GSA, a fim de auxiliar os profissionais de saúde a tratar de cognição com seus pacientes e avaliá-los quanto a possíveis prejuízos.
Modelo KAER_ed

Leia mais sobre o modelo KAER aqui 

 
A vantagem da ferramenta da GSA é, agora, reunir em um mesmo local uma série de evidências para ajudar os profissionais de saúde a trabalhar com idosos com sinais de declínio cognitivo e seus familiares preocupados com isso. “O geriatra consegue falar sobre o tema, porque faz parte da nossa rotina, assim como o neurologista e o psiquiatra, mas outros especialistas e profissionais sentem dificuldade ainda em abordar o assunto. É quase um tabu”, diz a geriatra Cristiane Comelato, diretora da SBGG-SP. “Ferramentas como essa são essenciais para a formação e informação profissional. E, dessa forma, benéficas também para o público leigo”.
Conheça os passos da ferramenta a seguir e clique nos links para acessar o material diretamente na página da GSA.
 
Passo 1
Discutir a saúde do cérebro, observar sinais e sintomas de prejuízos cognitivos, e ouvir preocupações dos idosos e familiares sobre cognição
Visão geral 
Abordagem 
Anexos
 
Passo 2
Realizar um breve teste cognitivo e outras avaliações estruturadas para detectar prejuízos cognitivos
Visão geral
Abordagem
Anexos
 
Passo 3
Se for detectado prejuízo cognitivo, conduzir ou realizar uma avaliação para diagnostico
Visão geral
Abordagem
Anexos
 
Passo 4
Se a demência for diagnosticada, conduzir o idoso ou a família para serviços e outros recursos na comunidade
Visão geral
Abordagem
Anexos