(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Uma nova definição de saúde na terceira idade

questionarioSaúde é mais do que apenas ausência de doença. Saúde abrange bem-estar físico, psicológico e social. No entanto, os modelos tradicionais de cuidados com a saúde acabam focando só em doenças cardiovasculares, câncer e diabetes.
Agora, uma equipe de pesquisadores e médicos da Universidade de Chicago desenvolveu um modelo mais abrangente para classificar a saúde dos idosos, que foi publicado na revista científica Proceedings, da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.
Os pesquisadores entrevistaram mais de 3.000 adultos norte-americanos, com idades entre 57 a 85 anos. A amostra foi concebida para representar todos os idosos que vivem em casa, independentemente do seu estado de saúde. Foram aplicados questionários que cobriam 54 diferentes variáveis ​​de saúde. Após cinco anos, os participantes foram contatados novamente e entrevistados uma segunda vez – ou seus questionários tiveram baixa em caso de incapacidade ou morte.
Um modelo médico tradicional de análise usa 19 variáveis, abordando questões médicas e funcionamento dos órgãos, incluindo doenças cardiovasculares, câncer, doença pulmonar, acidente vascular cerebral (AVC), diabetes, doença renal e doença hepática. Já esse modelo abrangente incluiu 35 questões relativas a outros aspectos da saúde e bem-estar, como sono, uso de bebidas e cigarro; saúde psicológica (como o stress, depressão, solidão e autoestima); função sensorial (como gosto, visão e audição); e fragilidade (tais como a velocidade de marcha, fratura óssea, anemia e incontinência urinária).
Os pesquisadores descobriram que cerca de metade das pessoas classificadas como saudável com base no modelo médico tradicional tinha vulnerabilidades reveladas pelo modelo abrangente, o que afetou consideravelmente a probabilidade de eles morrerem ou ficarem incapacitados no prazo de 5 anos. Por outro lado, algumas pessoas com doenças crônicas tinham muitos pontos fortes que os reclassificavam como saudáveis no modelo abrangente. Por exemplo, os adultos mais velhos que eram obesos, mas física e mentalmente saudáveis ​​tiveram menor risco de morrer ou ficar incapacitados.
A análise do modelo abrangente de saúde e bem-estar revelou diversas variáveis ​​únicas que previram mortalidade e incapacidade. Saúde mental deficiente, pouco envolvimento social, e ter um osso quebrado após os 45 anos de idade foram todos fortes marcadores para futuros problemas de saúde. Por outro lado, uma maior mobilidade indicou maior sta bem-estar.
“O novo modelo abrangente de saúde identifica questões completamente ocultas pelo modelo médico tradicional e reclassifica cerca de metade das pessoas que eram consideradas saudáveis para um quadro de vulnerabilidades significativas, que aumentam as chances de que elas podem morrer ou ficar incapacitadas no prazo de 5 anos”, explica uma das líderes da pesquisa, a médica Martha McClintock, da Universidade de Chicago.
 
Referência: Empirical redefinition of comprehensive health and well-being in the older adults of the United States. McClintock MK, Dale W, Laumann EO, Waite L. Proc Natl Acad Sci U S A. 2016 May 31;113(22):E3071-80. doi: 10.1073/pnas.1514968113. Epub 2016 May 16. PMID: 27185911.
 
(Tradução de texto do National Institutes of Health)