(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Câncer: nós podemos vencer essa luta

O diagnóstico de câncer é avassalador. Descobrir que tem a doença costuma ser um golpe duro, afinal, ela é muito séria e significativamente letal. Mas existem formas de se prevenir ou, pelo menos, evitar descobri-la em estágio avançado. Por isso é fundamental o compartilhamento de informações de qualidade, que instruam e incentivem o autocuidado. As campanhas que são realizadas ao longo do ano e o Dia de Combate ao Câncer, 4 de fevereiro, são iniciativas com este intuito.

O câncer é o principal problema de saúde do mundo, sendo o maior responsável pela morte de pessoas antes dos 70 anos de idade. O aumento da longevidade, a exposição a substâncias que aumentam o risco de desenvolver câncer e fatores socioeconômicos têm contribuído para o aumento dos casos. Ele é caracterizado pelo crescimento desordenado das células, podendo afetar outros órgãos do corpo, dependendo do quão agressivo for. Os tumores espalham-se pelo corpo desordenadamente.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 625 mil novos casos anuais de câncer devem surgir no Brasil. Entre os principais tipos de câncer, destacam-se o de pele não melanoma, que representa aproximadamente 27% dos casos em homens e 29,5% em mulheres; os cânceres de mama e próstata, com cerca de 66 mil casos cada; cólon e reto configuram 41 mil casos; pulmão e estômago, somados, atingem cerca de 51 mil indivíduos.

A incidência de câncer entre os gêneros é bem clara: quase 30% dos casos femininos estão relacionados ao câncer de mama, enquanto quase 30% dos casos nos homens referem-se ao câncer de próstata.

Não há uma recomendação única para se precaver do câncer. Na verdade, a combinação de alimentação saudável e exercícios físicos é a principal indicação para se proteger. Também é muito importante realizar exames periódicos. Detectar um câncer em seu estágio inicial aumenta bastante as chances de cura.

Caso suspeite que você ou alguém próximo esteja desenvolvendo algum tipo de câncer, procure imediatamente seu médico a fim de realizar exames e avaliar a necessidade de encaminhamento a um especialista.

 

Leia também:

NOTA DE ESCLARECIMENTO E POSICIONAMENTO SOBRE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 EM IDOSOS – SBGG

Janeiro Branco e a saúde mental dos idosos – SBGG