(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Dia Mundial da Osteoporose

X-ray of hip joint. Doctor pointed on area of hip joint, where pathology is detected, such as fracture, destruction of joint, coxarthrosis, osteoarthritis. Diagnosis of joint diseases by radiology

Por Ana Laura de Figueiredo Bersani

Médica Geriatra afiliada do Serviço de Dor e Doenças Osteoarticulares da DIGG (EPM/UNIFESP), Diretora de Comunicação da SBGG-SP e Diretora de Educação da FFN-Brasil (Fragility Fracture Network)
Hoje é dia Mundial da Osteoporose e a campanha visa à conscientização global da prevenção, do diagnóstico e do tratamento da osteoporose. Para que a prevenção da osteoporose e das fraturas seja uma prioridade global de saúde, alcançando os profissionais de saúde, a mídia, as pessoas responsáveis por políticas públicas em saúde, os pacientes e o público em geral.
Em 2019, o tema “ISSO É OSTEOPOROSE”, tem como objetivo enfatizar a ligação direta entre a osteoporose ( doença silenciosa ) e as fraturas, que têm um sério impacto na vida das pessoas, gerando dor, limitação e perda da independência para realizar atividades da vida diária.
 
Principais mensagens do Dia Mundial da Osteoporose 2019:
– A osteoporose é a causa oculta de fraturas dolorosas, limitantes e com risco de vida.
– Procure seu geriatra e faça uma nova verificação de risco de osteoporose, cuide bem de seus ossos.
– Se você possui algum dos principais fatores de risco para osteoporose (baixo peso, história familiar de fratura, história prévia de fratura, tabagismo, etilismo, artrite reumatoide, uso de anticonvulsivantes e corticoides a longo prazo, menopausa precoce, doenças inflamatórias intestinais, cirurgia bariátrica prévia, hepatites virais, AIDS, diabetes), solicite uma avaliação da sua saúde óssea e tome medidas para prevenção!
– Convidamos vocês profissionais de saúde a nos ajudar nessa missão de identificar esses pacientes de risco e atuar na cascata de fraturas ou encaminhar para que essas pessoas não percam a chance de serem cuidadas.
– A osteoporose é um problema global crescente que não respeita fronteiras: em todo o mundo, as fraturas afetam uma em cada três mulheres e um em cada cinco homens com mais de 50 anos.