(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Manter-se socialmente ativo pode reduzir declínio na capacidade funcional

Laughing seniorsA capacidade de realizar as atividades simples de se vestir diariamente, tomar banho, ir ao banheiro, preparar refeições simples e fazer tarefas domésticas leves, por exemplo, é crucial para a independência e qualidade de vida de um idoso. Quando os adultos mais velhos começam a ter problemas para gerenciar essas atividades por si mesmos, seus riscos de quedas, hospitalização e até mesmo a morte pode aumentar. Recentemente, um grupo de pesquisadores da Universidade Médica de Nara, no Japão, examinou se a participação em atividades sociais poderia afetar a capacidade de um idoso de funcionar. O estudo foi publicado no Journal of the American Geriatrics Society.
A equipe de pesquisa estudou 2.774 homens e 3.586 mulheres entre as idades de 65 e 96. No início do estudo, todos os participantes (que viviam em Nara, Japão) foram capazes de gerir as suas atividades diárias. Antes do início do estudo, os participantes responderam perguntas sobre sua participação em vários tipos de atividades sociais.
Durante os três períodos de acompanhamento do estudo, quase 14% dos homens e 9% das mulheres começaram a ter problemas para lidar com suas atividades diárias.
As pessoas que experimentaram um declínio em sua capacidade de realizar atividades diárias tendiam a ser mais velhas e mais propensas a usar medicamentos, descreviam seu estado de saúde como pobres, experimentavam depressão e tinham problemas com a memória ou tomada de decisões em comparação com aqueles que mantiveram a sua capacidade de funcionar bem. Essas pessoas também eram menos propensas a participar em clubes de hobby ou grupos de voluntários versus aqueles que ainda poderiam realizar atividades simples da vida diária.
Os pesquisadores descobriram que as mulheres que participaram de atividades sociais, como hobby ou clubes de idosos e grupos de voluntários, eram menos propensas a sofrer declínio em sua capacidade de realizar funções diárias. Os homens que participaram em clubes do passatempo eram capazes de manter sua capacidade de funcionar.
Os pesquisadores sugeriram quatro razões para a ligação entre atividades sociais e manter a capacidade de realizar suas atividades diárias:

  • Participar de atividades sociais significa que o idoso está se engajando em usar o transporte público ou administrar dinheiro, por exemplo.
  • Atividades sociais podem fornecer suporte e networking, o que poderia atrasar o declínio na capacidade de um adulto mais velho para funcionar.
  • Perder um cônjuge é considerado uma experiência estressante que pode acelerar o declínio funcional de um idoso. Mas participar de atividades sociais pode ajudar a aliviar o estresse da solidão – e isso pode ajudar o indivíduo a manter sua capacidade de funcionar.
  • Participar de atividades sociais permite que idosos tenham um papel significativo na sociedade, dando-lhes uma sensação de valor e pertencimento. Este senso de valor pode motivá-los a manter a sua capacidade de funcionar.

Os pesquisadores sugeriram que os médicos devem estar cientes da participação da atividade social dos idosos – ou falta dela – para ajudar a diminuir a probabilidade de declínio funcional.
Com Health in Aging