(11) 3107-6119
sbgg-sp@sbgg-sp.com.br

Volte a estudar!

Students taking exam in classroom. Education test and literacy concept. Cropped shot, hand detail.As universidades nos Estados Unidos e na Europa oferecem diversas opções de cursos de Mestrado, pós-doutorado e EAD para estrangeiros na área de envelhecimento humano, Geriatria e Gerontologia. Conheça alguns deles e fique atento aos prazos para inscrição e início:

  •  A Mailman School of Public Health, da Columbia University, oferece, para seus alunos de mestrado em diversas áreas, o curso “Health of an Aging Society”. Possui um grande corpo docente especializado e muita pesquisa na área de Envelhecimento (“Aging”). A universidade ainda abriga a Aging Society Network, que produz diversos estudos sobre o tema. No site,  é possível acessar diversos textos sobre esses estudos (alguns gratuitos e outros pagos).
  • O National Institute on Aging (NIA) possui uma série de cursos, treinamentos e pesquisas na área de envelhecimento. As matrículas para os cursos são abertas em uma única data em maio, e podem ser feitas pela internet. Há muitos cursos e pesquisas para as mais variadas formações e durações. No site também há diversos artigos sobre as novas pesquisas na área.
  • Na Pennsylvania State University fica a PennState College of Nursing, onde se encontra o Center of Geriatric Nursing Excellence. Lá é possível fazer cursos rápidos para ensinar profissionais de Enfermagem a lecionar sobre a área geriátrica. Também possui centro de pesquisa interdisciplinar nessa área.
  • O Centro de Envelhecimento da Universidade de Maryland é uma instituição interdisciplinar universitária, destinada a fomentar pesquisas nas áreas de promoção da saúde, prevenção de doenças e envelhecimento humano. É uma opção para quem quer fazer pesquisa acadêmica nessa área.
  • Dentro da NYU School of Medicine, o Center for Cognitive Neurology possui programas de pesquisa e centros de cuidados clínicos dedicados à prevenção, tratamento e cura de doenças que afetam com frequência os idosos, como o Mal de Alzheimer e outras demências, lesão cerebral traumática e demência frontotemporal. Possui ainda um programa de pós-doutorado com o objetivo de desenvolver cientistas e clínicos-cientistas, que serão futuros líderes no campo da pesquisa neurodegenerativa e do envelhecimento do cérebro.
  • A Berkeley Social Welfare, departamento da Universidade de Berkeley, prepara os alunos para os papéis de liderança para o trabalho social gerontológico – em um dos mais antigos e mais destacados programas de gerontologia do país. Graduados assumem posições como gerentes de cuidados geriátricos, assistentes sociais clínicos, especialistas em cuidados de longa duração, administradores de centros para idosos, entre outros. Vale a pena dar uma olhada nos cursos.
  • A University of the West of England oferece dois cursos importantes para quem cuida de idosos: Complexities of Caring for Older People, que aborda as inúmeras variáveis envolvidas no cuidado com o idoso, e o Principles of Dementia Care, mais focado em demências.
  • No Institute on Aging da Universidade de Wisconsin, há diversas linhas de pesquisa sobre gerontologia. O curso Biology of Aging & Age Related Diseases Training Grant aceita pós-doutorandos e oferece uma grande variedade de disciplinas para pesquisa em envelhecimento. Os estudantes são orientados por professores de vários departamentos da Universidade, enquanto realizam pesquisas em seus laboratórios. No site também é possível encontrar diversos artigos sobre o tema.
  • Na Schaeffer Center for Health Policy & Economics da University of Southern California, quem já completou o doutorado em Economia, Política Pública, Política de Saúde, Bioestatística, Medicina e Epidemiologia, e se interessa pelos desafios do envelhecimento, pode se inscrever em seus cursos de pós-doutorado. Há muitas áreas de interesse disponíveis: demência, economia e distúrbios do sistema nervoso central (problemas de saúde mental e comportamental,  políticas de saúde e envelhecimento).
  • A Universidade de Coimbra oferece o curso a distância Envelhecimento Ativo e Saudável – Orientações para melhor gestão na Saúde e na Doença. Ele é dividido em três módulos: o módulo estruturante, o módulo dos pilares interdisciplinares (médico, cuidador e tecnologia) e o módulo do cuidador.